20 novembro 2015

Vale a Pena deixar uma carreira no Brasil e aceitar um subemprego no exterior? Parte 2

Quem sai do país não está destinado apenas ao subemprego. Existem vários países que procuram brasileiros qualificados como nas áreas de TI, Engenharia, Marketing, RH. Mas os que não têm essa sorte a princípio, ingressam por outros caminhos para otimizarem a fluência na língua local. 

Além disso, é possível encontrar vagas de Au Pair, por exemplo, com salários maiores ou iguais ao piso de profissões como jornalistas, professores... Como ponto a favor, o custo de vida nos destinos mais comuns dos brasileiros (Estados Unidos, Canadá e países da Europa) é menor ou tem remunerações que acompanham as despesas dos habitantes.

O subemprego nada tem a ver com aquele clima de glamour que ronda o imaginário brasileiro. Quem pensa em emigrar e não está disposto a essas alternativas, precisa se preparar muito bem e planejar detalhadamente seu novo momento de vida, no curto, médio e longo prazo. Ter claro quais são as metas a serem atingidas é fundamental para não se perder no meio do processo.

Essa reflexão continua... acompanhe e dê sua opinião!


Margarete Soares
Há 1,5 ano mora na Alemanha
Psicóloga, atua como consultora online sobre orientação de carreira e carreira internacional
Mais de 15 anos trabalhando com os temas carreira, talento e desenvolvimento de pessoas em multinacionais
margarete.soares@potens.com.br
skype: margaretesoares5
Whatssapp: +49 157 507 79726
 
Canal no Youtube: Margarete Soares #tevedobem

2 comentários:

Obrigada por contribuir com o BLOG da Potens.