29 março 2016

Já imaginou poder criar a sua realidade?




Coaching Generativo

Acabei de concluir minha formação em Coaching Generativo. Foi uma honra e um privilégio passar 18 dias com os renomados professores Stephen Gilligan e Robert Dillts, psicólogos americanos, ambos discípulos de  Milton Erickson e hoje grandes nomes e influenciadores quando se fala sobre PNL (Programação Neurolinguística) e Hipnose. Muitas pessoas me perguntaram, inclusive profissionais que já são Coachs: mas afinal, o que significa Coaching Generativo?
Neste artigo, darei início a uma nova coluna neste espaço para responder e elucidar essa pergunta. Espero que muitas pessoas, assim como eu, possa fazer uso dessa ferramenta fenomenal de transformação pessoal e profissional e passar a criar sua própria realidade com mais propósito. Boa leitura!


Generativo dentro do contexto de Coaching significa obter o máximo, a potência, a alta performance é ultrapassar limites. 

Explico: quando a consciência e a razão não nos impede de sonhar, de imaginar o impossível, de vir à tona as intenções ou objetivos mais ousados e, como por um milagre, algo que um dia imaginamos surpreendentemente acontece, estamos sendo generativos. O estado generativo nos permite criar o que quisermos, se assim realmente desejarmos e não nos bloquearmos. A mudança generativa vai alem do óbvio, muito além das respostas e soluções existentes, tanto na vida pessoal, como na vida profissional. A forma como pensamos, como damos ou não valor a algo, ou seja, nosso modelo mental, é determinante na realidade que atraímos e que criamos para nós e para o nosso meio. Nosso estado físico e emocional tem papel fundamental para ajudar nosso inconsciente a encontrar soluções para as questões que se apresentam no nosso dia a dia. Quando estamos fechados, reativos, tensos e contraídos, limitamos nossa capacidade de enxergar e ir além, consequentemente limitamos as saídas e alternativas que poderíamos fazer uso.



Por outro lado, quando estamos centrados, "presentes" em nós mesmos, no tempo e no espaço, atentos ao sinais do nosso corpo e com abertura para o que se apresenta, entramos, no que é chamado, de estado generativo. Então, temos a chance de acessar infinitos recursos internos para, tanto remodelar nosso mapa mental e potencializar o poder de criação da realidade, como de se abrir para novas resoluções, novos desfechos para uma mesma problemática.

Entrar num estado generativo requer 3 etapas que se não todas presentes e conectadas interferem no processo de criação da realidade:

1) consciência cognitiva: como uma mente que pensa, raciocina, planeja e direciona o que fazemos no dia a dia.
2) consciência somática: a inteligência do corpo, como uma sabedoria que reconhece todos os sinais físicos que nosso corpo nos envia, como a respiração tranquila ou acelerada, aperto no coração, frio no estômago, calafrios, suor, etc...
3) consciência energética: acesso ao campo de recursos através da energia quântica que nos conecta a tudo e a todos, nossa história, passado, ancestralidade etc...


No estado generativo essas três consciências se relacionam harmonicamente com o fluxo da vida, elas dancam e interagem numa poderosa tríade que nos permite criar a realidade que desejamos.


 
Acompanhe a continuação deste tema nos próximos artigos.

Margarete Soares
Sou Coach, Consultora de Carreira e uma Psicóloga apaixonada por relações humanas. Atuei como Consultora de RH por muitos anos em empresas multinacionais de grande porte como Grupo Saint-Gobain e Avon Cosméticos. Hoje, moro na Alemanha e dedico meu tempo orientando profissionais que buscam novos horizontes no mercado de trabalho (nacional e internacional).
Contato:
Skype: margaretesoares5
Whatsapp: +49 157 507 79726


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com o BLOG da Potens.